E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Eai? Tchê promove mais uma edição da Escola Regional de Assessores

Publicada em 25/01/2018

  • Eai? Tchê promove mais uma edição da Escola Regional de Assessores

O Serviço de Evangelização da Juventude do Regional Sul 3 da CNBB, o Eai? Tchê, promoveu, de 19 a 21 de janeiro, a primeira etapa de mais uma Escola Regional de Assessores e reuniu lideranças que atuam na evangelização da juventude em diversas dioceses do estado. Nessa primeira etapa, que ocorreu no Centro Mariápolis Arnold, em São Leopoldo, o tema da assessoria foi refletido na perspectiva de Maria como assessora de Izabel e das atitudes de Jesus como assessor.

A Escola Regional de Assessores tem o propósito de capacitar lideranças adultas e jovens para o trabalho com a evangelização da juventude, para que tenham cada vez mais condições de compreender, amar, acompanhar e auxiliar as juventudes no seu processo de educação e amadurecimento da fé. De acordo com o coordenador do Serviço de Evangelização da Juventude, Pe. Rudinei Zorzo, a escolha do tema foi feita dentro da perspectiva do processo de educação e amadurecimento na fé e considerando como etapas preparatórias e introdutórias o conhecimento sobre a realidade juvenil, para que o assessor consiga conhecer e compreender o jovem.

“Para conhecer o jovem e o assessorar é preciso que o sujeito se dê conta do que é ser assessor, por isso a reflexão sobre a pessoa do assessor. Por fim, conhecendo e compreendendo o jovem e se reconhecendo assessor é preciso anunciar uma pessoa e convidar para estar junto num lugar. A pessoa é Jesus Cristo e o lugar é sua Igreja”, enfatiza o Pe. Rudinei.

Logo que chegaram, na sexta-feira pela manhã, os participantes foram divididos em grupos em que voltariam para as atividades realizadas ao longo do encontro, e que remetem ao contexto dos locais por onde Jesus viveu e apresentou seu projeto: Belém, Nazaré, Caná, Cafarnaum e Betânia. À tarde ocorreu uma mesa redonda sobre Realidade Juvenil que abordou o tema da depressão e suicídio na juventude. Participaram do debate a assessora jovem Luana Padilha, a Irmã Zenilde Fontes e as psicólogas Josiane Soares, Manoela Michelli e Vanessa Osmarin, do Instituto de Psicologia Luspe. Em seguida ocorreram dinâmicas sobre pessoalidade e sobre o que é ser assessor.

No sábado os temas abordados foram o papel do assessor na perspectiva de Isabel como assessora de Maria e sobre as atitudes de Jesus como assessor, a partir da passagem sobre os discípulos de Emaús, e foram propostas reflexões sobre o papel de cada um enquanto assessor. Os assessores Márcio Amaral e Sophia Kath falaram sobre o ministério da assessoria: significado e sentido do acompanhamento.

No domingo, o tema foi Jesus Cristo e a Igreja: cristologia e eclesiologia, apresentado pelo casal Altermir Schwuarz e Sabrina Grillo, que falaram sobre a importância de criar caminho junto aos jovens e sobre a missão de serviço da Igreja, que deve estar voltada para toda a humanidade e não fechada em si mesma. 

Jaqueline Oliveira, assessora na Diocese de Osório, participou da Escola pela primeira vez e diz que foi uma experiência incrível, onde teve a oportunidade de vivenciar com irmãos que buscam este crescimento e amadurecimento diante os desafios encontrados neste processo no ministério de assessoria. “A escola é um ótimo artifício considerando que estamos ‘em construção’ por tempo indeterminado e precisamos deste auxílio, pois as juventudes tem seus mistérios e encantos. Mistérios estes que os tornam especiais da forma que se mostram, não podem ser decifrados como num passe de mágicas, mas vimos que podemos nos aproximar e caminhar com eles, levando a humildade, simplicidade, acolhida e sensibilidade, nos espelhando sempre na imagem de Jesus Cristo”, avalia. “Enfim, foi gratificante ver as maravilhas deste mundo das juventudes e ver que muitos estão trabalhando para que este desafio não se torne um fardo, mas um projeto de vida”, acrescentou.

No encerramento, foi celebrada uma missa de envio, presidia pelo Pe. Rudinei Zorzo e concelebrada pelos padres Diego Garcia, Ezequiel Herold e Marciano Guerra.

Fonte: Daiane de Carvalho Madruga

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface