E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Liturgia: Canto tem de incluir "linguagens artísticas e musicais da atualidade" sem "mediocridade"

Publicada em 07/03/2017

Cidade do Vaticano, 04 mar 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco recebeu hoje os participantes no Congresso Internacional de Música Sacra, promovido pelo Vaticano, e afirmou que o canto litúrgico deve ser inculturado nas “linguagens artísticas e musicais da atualidade” sem “mediocridade, superficialidade e banalidade”.

“Às vezes prevaleceu uma certa mediocridade, superficialidade e banalidade, em detrimento da beleza e intensidade das celebrações litúrgicas”, afirmou o Papa ao referir que o encontro com a modernidade e a introdução do vernáculo na liturgia suscitou problemas de “linguagem, de formas e géneros musicais”.

Francisco sublinhou que músicos e compositores, diretores de coros das ‘scholae cantorum’, animadores da liturgia “podem dar um precioso contributo na renovação, sobretudo qualitativa, da música sacra e do canto litúrgico”.

Para o Papa, a Igreja tem de “salvaguardar e valorizar o rico e multiforme património herdado do passado” e “fazer com que a música sacra e o canto litúrgico sejam plenamente «inculturados» nas linguagens artísticas e musicais da atualidade”.

Francisco indicou que a tradução da Palavra de Deus em “cantos, sons, harmonias” tem de “fazer vibrar” o coração de quem os escuta, “criando também um oportuno clima emotivo, que disponha à fé e suscite o acolhimento e a plena participação no mistério que se celebra”.

O Papa acrescentou que é necessário utilizar o património musical “com equilíbrio” no presente, evitando “o risco de uma visão nostálgica ou «arqueológica»”.

Para Francisco, é necessário “promover uma adequada formação musical, também naqueles que se preparam para ser sacerdotes, no diálogo com as correntes musicais do nosso tempo, com as diversas áreas culturais e em atitude ecuménica”.

 “Música e Igreja: cultura e cultura a 50 anos da Musicam sacram” foi o tema do Congresso Internacional, que decorrer entre os dias 2 e 4 de março, no Vaticano, por iniciativa do Conselho Pontifício da Cultura e o da Educação Católica, em colaboração com o Instituto Pontifício de Música Sacra e o Instituto Litúrgico do Pontifício Ateneu de Santo Anselmo.

O Papa encontrou-se com os participantes no Congresso Internacional de Música Sacra na Sala Clementina, no Vaticano.

 

Fonte: Agência Ecclesia

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface