E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Papa Francisco: sejam promotores da beleza e do bem

Publicada em 22/02/2017

Lendo sobre a catequese do Papa Francisco, da última Audiência Geral (22/02), no Vaticano, surge a questão: quantas pessoas essa “catequese” atinge? Quantos jovens conseguem ter acesso a esses ensinamentos? O quê e quem realmente o Santo Padre gostaria que aprendêssemos, atingíssemos e ensinássemos com as suas lições semanais?

Sabemos que nós, cristãos, muitas vezes somos tentados pelo mal e tudo que nos afasta de Deus. De fato, é muito importante que não esqueçamos que ser cristão não é viver fora do mundo, como destacou o Papa, mas que é preciso saber reconhecer em nossa própria vida os sinais do mal, do egoísmo e do pecado, para que assim possamos cumprir nossa missão espalhando o bem.

Lembrando também, que à exemplo desse ano que a Campanha da Fraternidade está ligada ao meio ambiente, a passagem proposta pelo Papa, nos leva ao ano de 2011, quando fomos convidados a ouvirmos as dores do planeta. Naquele momento a preocupação era contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta.

Hoje, mais uma vez Francisco frisou: “Tudo geme: geme a criação, gememos nós, seres humanos, e geme até o Espírito Santo dentro de nós. São Paulo convida-nos a ouvir com atenção estes gemidos, porque não se trata de lamentações estéreis ou desesperadas; lembram mais os gemidos duma mulher com as dores do parto: são gemidos de quem sofre, mas sabe que está para vir à luz uma nova vida”. Ao final da Audiência, Francisco cumprimenta os artistas que se apresentavam com danças e acrobacias na Praça São Pedro, pedindo: “Continuem promovendo a beleza! Continuem fazendo o bem a todos. A beleza leva a Deus”

É preciso que paremos para pensar um pouco sobre o que a catequese do Papa, neste dia, tem a nos dizer. Como lido e me afasto do mal que encontro em meu caminho? Vivo realmente uma comunhão com Deus, fazendo aquilo que Ele quer de mim? Estou realmente sendo esse “promotor da beleza e do bem”, a qual sou chamado? Que guardemos em nossos corações tudo isso, entendendo a missão proposta e indo de encontro ao que nos é pedido: “Sejam promotores da cultura de paz em todos os âmbitos da vida.”

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface