E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

História da JMJ: Fabrícia, da Diocese de Caxias do Sul conta pra gente!

Publicada em 22/07/2016

A Fabrícia Biolchi, da Diocese de Caxias do Sul também contou sua história na JMJ! Mais uma da série: Emoções da JMJ <3

Participar de uma Jornada Mundial da Juventude é sem duvida uma experiência inexplicável, já se passaram 3 anos e ainda é difícil de acreditar em tudo o que eu vivi naqueles 10 dias!

Difícil de expressar em palavras cada momento, cada gesto, cada olhar que compartilhamos com as pessoas que estavam junto conosco e com pessoas desconhecidas, mas na certeza de que todos os envolvidos tinham um mesmo propósito, JESUS CRISTO.

Para mim, um dos momentos mais marcantes foi a missa de envio que foi onde me senti chamada a seguir em missão e que independente onde e para quem, eu precisava voltar e servir.

Eu não saberia dizer o que mudou depois da JMJ em minha vida, mas nada é como antes,  a sensibilidade de olhar para as pessoas que mais precisam, e de alguma forma tentar ajudar, e se eu não posso fazer nada, pelo menos um carinho ou uma palavra amiga posso fazer pelas pessoas!

E sem duvidas agradecer diariamente, pelas coisas mais simples. Esse foi o maior ensinamento que a JMJ me deixou, e que Deus se manifesta nas pequenas coisas e pequenos gestos!!!

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface