E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

O Alan, da Diocese de Cruz Alta também partilhou a vivência na JMJ Rio 2013 e a ansiedade pela JMJ Kraków 2016!

Publicada em 30/06/2016

O maninho da Diocese de Cruz Alta, Alan, de Ijuí, partilhou as vivências da JMJ Rio 2013 e também a expectativa pela JMJ Kraków 2016 e ele começou bem. Confira:

Olá irmãos e irmãs do Eaí?Tchê e de toda a Juventude Católica Gaúcha!

“Meu nome é Alan Ébano de Oliveira e resido em Ijuí, no noroeste do nosso querido Rio Grande. Participei da Jornada Mundial da Juventude de 2013, no Rio, já como voluntário, acho que por eu gostar de servir, um desejo que trago no coração desde a infância. E posso afirmar que foi uma experiência incrível de encontro com as mais diversas manifestações e expressões da fé que temos em nossa Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica, por meio dos mais diversos Movimentos, Apostolados e organizações suscitadas pelo Espírito Santo nesses quase dois mil anos de existência da Igreja. Para um católico, digamos assim, "intinerante”, pois recebi os Sacramentos da iniciação cristã numa Diocese (Passo Fundo), tive o meu encontro pessoal com Cristo e passei a me engajar no serviço da Igreja em outra Arquidiocese (Santa Maria) e hoje sirvo na Igreja particular da Diocese de Cruz Alta, é uma experiência profunda de se sentir parte da Família de Deus. Ou seja, em qualquer lugar do mundo em que você for e no qual você encontrar uma comunidade da Igreja você sempre poderá ser acolhido como se estivesse em casa, porque a nossa Igreja não tem fronteiras!

E é isso que eu espero encontrar agora, na Jornada Mundial da Juventude na Cracóvia, daqui a pouco menos de um mês. Só de acompanhar os preparativos pelos meios de comunicação, como o site do evento (http://www.krakow2016.com/pt/) eu já me sinto emocionado, principalmente pela possibilidade de conhecer os lugares por onde passou o papa que foi um dos maiores motivadores da juventude na Igreja, o nosso querido São João Paulo II, o "Peregrino do Amor", que foi quem instituiu essas celebrações da vida e da alegria de ser um jovem de Deus que são as Jornadas Mundiais da Juventude. Mas, para além disso, eu espero que seja uma experiência profunda do amor misericordioso de Deus por mim, para que eu possa irradiá-lo a todas as pessoas que me encontrarem.

Um baita abraço fraterno a todos!”

 

Mande também a sua história na JMJ Rio 2013 ou sua expectativa pela JMJ Kraków 2016. Envie para o e-mail noticias@eaitche.com.br.

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface