E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Gabriel De Carli, de Caxias do Sul, partilhou sua história na JMJ Rio 2013 e sua expectativa para Krakow 2016

Publicada em 30/06/2016

O brother Gabriel De Carli, da Diocese de Caxias do Sul, partilhou a vivência na JMJ Rio 2013 e sua expectativa para Kraków 2016! Confira, pois é emocionante!

“Em 2013 vivi uma das mais incríveis experiências da minha vida, no Rio de Janeiro, com o Papa Francisco e quase quatro milhões de outros jovens católicos ansiosos por viverem esse momento de troca e por escutarem as palavras que o Santo Padre tinha para juventude naquele tempo da Igreja. Agora, para a Kraków 2016, minha expectativa é de reencontrar esse mar de pessoas que desfrutam da mesma fé que eu. Haverá gente de toda cor, de toda língua, de todo mundo. Gente de culturas diferentes, que cultivam a espiritualidade e vivem o catolicismo de formas distintas, mas que têm no coração a mesma força motriz: o amor sempre vivo de Deus, a salvação sempre atual de Jesus Cristo e o dinamismo sempre transformador do Espírito Santo.

 

Há alguns motivos que tornam a vivência dessa Jornada ainda mais especial. O primeiro é o Ano Jubilar da Misericórdia. Num tempo em que somos especialmente convidados a olhar o outro de forma mais amorosa e acolhedora, espero que encontrar as tantas realidades que se concentrarão na Polônia, me torne mais humano e menos "juiz". Ouviremos o querido Francisco falar de Deus usando seu codnome, Misericórdia. Além disso, o lugar não poderia ter mais significado. Terra do grande Karol Wojtyla, que com sua vida influenciou desde a resolução de grandes conflitos políticos mundiais até pequenas conversões pessoais que depois frutificaram em suas realidades locais. Além do mais, essa região da Europa sediou eventos importantes da história durante a Segunda Guerra Mundial e teremos a oportunidade de conhecer alguns desses cenários. Por último (mas muito importante), preciso falar do PP264 (PP significa Papa e 264 é o número do pontificado de São João Paulo II) grupo que nasceu em virtude da Jornada e é composto por mim e pelos grandes parceiros João Pedro, Luiza e Daniel Gregol, amigos de longa data que conheci através do grupo de jovens do qual fazemos parte na Catedral Diocesana de Caxias do Sul, que estão fazendo dessa viagem uma aventura inesquecível.

 

Enfim, o coração já bate acelerado de ansiedade e nele já vamos colocando o que queremos levar conosco: nossos familiares, nossos amigos, nossa paróquia, nossa expectativa de uma experiência transformadora e nosso desejo de disseminá-la depois.”

 

Gabriel De Carli, 23 anos, diocese de Caxias do Sul.

 

Envie você também sua história na JMJ Rio 2013, ou sua expectativa para a JMJ Kraków 2016! Envie para o e-mail noticias@eaitche.com.br

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface