E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Advento: tempo de olhar além do que se vê

Publicada em 29/11/2016

Neste domingo a Igreja iniciou o tempo do Advento, que significa “chegada”. As cores litúrgicas mudam, os textos bíblicos ganham um tom de anúncio, de promessa, de alguém que está para chegar. Começamos então um caminho de espera, no aguardo do Deus Menino que está para chegar.

Vivemos em um contexto onde não estamos acostumados a esperas. Somos uma geração onde tudo é muito rápido, somos a geração “micro-ondas”, não temos tempo a perder. Fazemos duas, três, quatro coisas ao mesmo tempo. Nessa realidade viver um tempo de espera pode ser um desafio para nós jovens. Mas é preciso romper essa cultura, a espera é um tempo de crescimento.

Advento é esperar, e esperar é também caminhar. Esse tempo nos convida a um olhar atento de nossa história, relembrar o caminho percorrido até o momento, os acertos, os erros, as alegrias, as tristezas, as conquistas as derrotas, tudo isso faz parte do trajeto. Revisitar os lugares por onde andamos neste ano, perceber os sonhos e projetos que neste caminho até Belém, serão gestados em nossos corações.

A espera que vivemos neste momento, é um tempo propício para ampliar os horizontes. Deus não criou as fronteiras, podemos olhar para além, lançar por terra os limites inventados, ousemos desfazer os muros que nos mantém numa vida acomodada. O Papa Francisco nos desafia, que não sejamos jovens de sofá, mas que lutemos por nosso futuro. E o Advento é um momento de espera, de revisitar, planejar e sonhar.

Esse tempo de espera, é tempo fértil para sonhar. Semear os sonhos que irão nos levar com o Menino até Nazaré. São nossos projetos que nos guiam pelo caminho, eles que nos apontam o rumo para onde vamos, e com quem vamos. Em Nazaré é o lugar onde nossos sonhos vão crescer, ganhar maturidade, e chegar a plenitude.

Por isso, mais do que nunca é tempo de sonhar, ousemos sonhar grande. Que o nascimento do Deus Menino, nos seja um convite, como na canção: “É preciso força pra sonhar e perceber; que a estrada vai além do que se vê”. 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface