E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Eis o tempo favorável

Publicada em 10/02/2016

Hoje iniciamos o período da Quaresma. Pelos próximos quarenta dias, somos convidados como Igreja a voltarmos o nosso coração a Deus e refletirmos sobre nossa vida, em preparação ao grande Mistério fundamento da nossa fé cristã: a vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus, a Celebração da Páscoa.

O sinal das Cinzas, tão conhecido por todos nós, marca o início deste ‘tempo favorável’, e fundamenta-se no Antigo Testamento, desde o início na Criação. Ainda na bíblia temos o relato de homens que cobriam-se de cinzas para exprimir sua dor e humilhação, como podemos ler no livro de Jó.

A liturgia da Quarta-Feira de Cinzas indica na conversão do coração a Deus a dimensão fundamental do tempo da quaresma. Esta é a grande chamada impressa no rito da Imposição das Cinzas. Rito que assume um duplo significado: o primeiro, à mudança interior, à conversão e à penitência, enquanto o segundo recorda a precariedade da condição humana, e isso podemos perceber de maneira muito fácil, ao participarmos da Celebração.

A Liturgia da Palavra de hoje nos convida no Evangelho (Mt 6, 1-6.16-18), a olharmos com atenção os indicativos apresentados por Jesus que são  instrumentos úteis para realizar a autêntica renovação interior e comunitária: as obras de caridade (a esmola), a oração e a penitência (o jejum). São as três práticas fundamentais que contribuem para purificar as pessoas aos olhos de Deus.

Estes gestos exteriores, que devem ser realizados para agradar a Deus e não para obter a aprovação e o consenso dos homens, são por Ele aceitos se realmente expressarem a determinação do coração em servi-lO, com simplicidade e generosidade.

Neste Ano da Misericórdia, atentos ao apelo do Papa Francisco, “Não percamos este tempo de Quaresma favorável à conversão!”, conduzidos pela Mãe de Deus e nossa, possamos juntos construir um bonito caminho de encontro pessoal e comunitário com o Senhor e com Ele, passarmos pela Paixão e Cruz, na certeza da alegria da ressurreição.

Abençoado caminho.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface