E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

MCJ lança novo canal de comunicação

Publicada em 07/12/2015

Na tarde deste sábado (05), cerca de 60 casais coordenadores de núcleos do Movimento de Casais Jovens (MCJ) estiveram reunidos nas dependências da Paróquia São Pedro, em Porto Alegre (RS), para passagem de coordenação e bênção de envio aos novos casais. Na oportunidade, também foi lançado o primeiro site do Movimento.

O movimento MCJ surgiu no ano de 1975, em Porto Alegre, com um grupo de recém-casados, animados pelo Monsenhor Atílio Fontana, vigário da Paróquia São Pedro, cujo Pároco era o Pe. Zeno Hastenteufel, que resolveram realizar um encontro de fim de semana para pensar um pouco sobre suas vidas e seu matrimônio.

Os primeiros momentos de intensa felicidade no casamento já tinham passado e uma leve rotina começava a persegui-los. Surgiram os primeiros problemas, frutos talvez de um desajustamento e da falta de conhecimento do parceiro. “Estes casais tinham certa ligação com a Igreja, pois participavam da missa esporadicamente, porém sem nenhum compromisso com a comunidade ou com Deus”, explicou Karina Agra.

O MCJ se consolidou na Paróquia São Pedro, mas a partir de 1991, foram abertos núcleos em outros municípios. Atualmente, há núcleos em 25 cidades no Rio Grande do Sul e Paraná, com mais 1200 famílias. Desde 2014 o Movimento conta com famílias em Luanda, Angola, na África.

Na ocasião do encontro, o Movimento lançou seu primeiro site de comunicação da Família MCJ, que pode ser acessado pelo endereço familiamcj.com.br. Para o casal até então responsável pela comunicação, Jéferson e Jéssica Machado, este é um meio de comunicação institucional do movimento. “Este é o nosso site institucional que vai apresentar o carisma do Movimento para todo o mundo. Queremos chegar a mais casais e a padres que desejam receber e acolher o Movimento em suas paróquias”, reiteram.

De acordo com o novo casal coordenador do MCJ Regional, Roberto e Patrícia Bellato, “o MCJ é destinado a casais que contraíram matrimonio de zero a dez anos. O Movimento é destinado para casais que estão iniciando sua vida conjugal que precisam e desejam se fortalecer na fé”, concluíram.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface