E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Advento, tempo de esperança vigilante e alegre

Publicada em 29/11/2015

Iniciamos neste domingo o tempo do Advento e inauguramos um novo ciclo de celebrações na Igreja, que chamamos de Ano Litúrgico. Mas, o que é mesmo o advento?

Costumeiramente dizemos que o tempo do Advento é a preparação para o Natal de Jesus Cristo, mas isso é esvaziá-lo de sua profundidade espiritual. Esse tempo que vai até a celebração da vigília do natal é marcado pela esperança e vigilância cristã.

Podemos iluminar essa reflexão com o texto da Carta aos Romanos (Rm 12,12) “Alegres na Esperança, fortes na tribulação e perseverantes na oração”.  Os textos litúrgicos das celebrações nesse tempo nos conduzem justamente para esse olhar que vai além do imediato e nos impulsiona para frente. 

Seremos convidados ao longo destes quatro domingos do advento a meditar sobre nosso caminhar ao encontro do Senhor que vem, preparando com nossas vidas a vinda de Jesus. À medida que percebemos a proximidade Dele, vamos enchendo-nos de alegria, pois Seu Mistério irrompe em nosso existir.

A dinâmica da esperança da qual está repleta esse tempo litúrgico, encontra-se com a força de nossa juventude, sempre desperta e ansiada de um novo tempo, uma nova história, um mundo novo. Por isso, podemos dizer que o advento tem um rosto jovem, inconformado com a realidade presente, mas não sem uma perspectiva para o futuro.

Quando falamos em perspectiva para o futuro podemos identificar não apenas com projetos e sonhos, mas com o sentido último de nossas vidas. Para refletir sobre isso, é preciso silenciar e recolher-se. Nisto, também nos ajuda a liturgia do Advento, mais sóbria e recolhida, favorecendo o silêncio interior e a meditação. Quando nos voltamos para o interior de nossa existência, nos encontramos conosco mesmos e descobrimos ali, também, o Sentido de nossas vidas, Jesus Cristo.

Em síntese o tempo do Advento é essa oportunidade que a Igreja nos apresenta para buscar Aquele que vem dar sentido ao nosso existir e, em buscando, sejamos encontrados por Ele, em atitude de Esperança vigilante e alegre. Descubramos o rosto Jovem do Senhor que vem.

 

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface