E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Bote Fé na Missão

Publicada em 23/10/2015

"Do encontro pessoal com Jesus Cristo, nasce o discípulo, e do discipulado nasce o missionário." (Dc 85, n. 94).

“Ei, Jovem, Ide sem Medo para Servir!”

Em julho de 2013, num lindo domingo ensolarado, 3,7 milhões de jovens se reuniam para a missa de Envio da Jornada Mundial da Juventude. O Papa Francisco enviava todos aqueles jovens ali reunidos, mas também aqueles espalhados pelo mundo, dizendo: “IDE!” Esse envio faz ressoar as próprias palavras de Jesus Cristo aos apóstolos, “Ide ao mundo, façam discípulos meus entre todas as nações...” Mt 28, 19. Este também foi o Lema da JMJ Rio 2013.

Mas, o apelo do Papa parece cada vez mais urgente... EaíTchê?

E você, jovem gaúcho, se sente também impelido para sair em Missão? Essa pergunta tem reposta e adesão pessoal, mas como juventude que acredita na proposta de Jesus, que em sua realidade atualiza a vivência cristã, nós botamos fé na Missão!

Mas sair em Missão não é uma tarefa fácil ou simples. Ela exige muita força de vontade, muita fé e muita esperança. E novamente evocamos as palavras de Francisco, que afirma: “Não deixemos que roubem a Esperança!”. Ou seja, a saída em Missão vem recheada de elementos, conselhos bíblicos e teológicos. Quem sai em Missão, sai motivado por uma Fé profunda, sai também cheio de Esperança e principalmente numa atitude de caridade.

Além disso, a experiência pessoal de Jesus Cristo, já realizada em seu processo de desenvolvimento de sua liderança o impulsiona numa experiência inspirada na gratuidade. Ou seja, o jovem não sai para receber algo em troca, mas sim, porque já experimentou algo que mudou sua vida, que virou um marco no seu caminhar e quer que outros jovens tenham esta mesma possibilidade.

Por isso, preparando-nos para o Bote Fé, que nos enchamos de ardor e espírito missionário, por que Cristo nos envia, porque o Papa nos pede, mas acima de tudo, porque há várias realidades, várias ‘periferias existências’ que precisam ser atingidas, que precisam tocadas, contempladas e visitadas. Numa realidade de violência, numa lógica de descarte das pessoas, nós somos convocados a com urgência Evangelizar, ou seja, tornar presente o Evangelho, de modo especial com nosso testemunho.

#BoteFéNaMissão #BoteFéNaVida #EmMissão #EaíTchê

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface