E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

O paradigma da imigração

Publicada em 29/09/2015

 

Nos últimos meses estamos sendo bombardeados por inúmeras notícias sobre o aumento quantitativo das imigrações em diversos países, sendo que muitas dessas manchetes não têm sido nada agradáveis frente à questão dos imigrantes, mas sim, ouvimos muitos casos de preconceitos, violência, racismo ou mesmo tragédias das travessias clandestinas e perigosas.

Como qualquer outra nação, o Brasil tem recebido um grande número de estrangeiros que buscam melhores condições de vida juntamente com a segurança de uma nação estável belicamente, porém, a maior parte dos imigrantes não possui conhecimento sobre a realidade do país, muito menos sobre as condições de sobrevivência nesta nova terra. Ao desembarcarem se deparam com condições de comunicação desconhecida, na qual suas línguas maternas não possuem grandes quantidades de entendedores no país.

Em grande parte, os refugiados que se tornam imigrantes acreditam estar entrando em uma nação que se intitula como democrática racialmente, porém, esta bandeira não é levada em consideração quando se possui uma pele parda, ou seja, acreditamos estar acolhendo enquanto que estamos reprimindo, sendo que, um exemplo prático deste discurso está relacionado com a facilidade pela qual uma viatura policial para a um imigrante negro enquanto que um táxi o não faz.

Naturalmente aprendemos de nossa sociedade a aplaudir a miscigenação de raças quando a mesma clareia a população e condená-la quando esta acaba escurecendo, sendo que nesta sociedade os imigrantes ainda precisam conviver e construir uma identidade étnica melhor, na qual a grande maioria passa por inúmeras dificuldades de aceitação em sua nova nação.

É extremamente absurda a leitura de concepções de determinada taxa da população, que acredita que a imigração seja uma desgraça para a população local, porém, se você está no Brasil neste momento realizando a leitura deste texto, você é descendente direto de imigrantes que chegaram até aqui para realizar a colonização. Outro fator que vem sendo negado aos povos imigrantes está relacionado às condições de vida da população em seus países de origem, nas quais, grande parte destas nações passa por dificuldades devido a fatores de desastres naturais ou guerras civis, que por si só, acabam por ferir o direito e dignidade da população.

Não acreditamos que as questões da imigração sejam resolvidas em pouco tempo, porém, acreditamos que é necessário uma compreensão por nossa parte frente às dificuldades enfrentadas pelas populações migrantes, pois desconhecemos totalmente esta experiência, nunca presenciamos questões desta ordem, pessoas que possuem direitos banidos, ou necessidades explícitas por fatores de intolerância de governos, ao contrário, acreditamos que os imigrantes não ferem nossos direitos.   

   

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface