E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Projeto pessoal de vida e as vocações foram os temas centrais de reflexão do último dia do CDL 2

Publicada em 10/08/2015

O terceiro e último dia do Curso de Dinâmica para Líderes (CDL 2) tratou da importância do projeto pessoal de vida e de temas como as vocações, sexualidade, e sobre as habilidades de um líder.

Na primeira palestra do dia, o Pe. Jorge Boran falou sobre a Pastoral Vocacional e de especial consagração, esclarecendo o contexto dos diferentes ministérios e tratando especialmente sobre a vocação dos leigos no mundo e sobre o modelo de igreja que oferecemos aos jovens. “Todo mundo tem uma vocação”, salientou. Sobre a vida consagrada, pontuou que “a opção pelo celibato não significa se negar ao amor, mas sim, estar livre para se dedicar mais às pessoas”.

Após a palestra que tratou sobre sexualidade, namoro, casamento e família, ministrada por um casal que trabalha o tema junto à grupos de jovens, foram refletidos os mitos sobre sexualidade, o desafio de se elaborar um código moral pessoal, e os níveis de vivência da sexualidade: biológico, sentimental e personalizante, sendo que este último nível é o que corresponde ao nível espiritual. Com essas discussões, pretende-se levar os jovens a fazer uma opção por um projeto de vida a partir de convicções pessoais, e não a partir de pressões de grupos ou da imposição de adultos.

À tarde as atividades foram retomadas com uma encenação que levou à reflexão sobre as consequências geradas pela desorganização de um líder. Na sequência, todos foram convidados a fazer um teste sobre administração do tempo, seguido de uma palestra sobre as  habilidades de um líder.

Ao final, em um momento de avaliação, os participantes tiveram a oportunidade de falar sobre os pontos que podem e devem ser adaptados para que o Curso possa ser replicado em todas as Arqui/Dioceses do Estado.

Todo o caminho percorrido durante os três dias, que também proporcionou momentos de integração entre os jovens participantes, foi celebrado durante a Missa presidida por Boran, em que os jovens receberam a bênção de envio, antes de retornarem às suas casas com a missão de levar adiante toda a bagagem adquirida no encontro.

Desafio da evangelização e as contribuições do CDL

Walter Bueno Júnior veio da Arquidiocese de Passo Fundo para participar da formação e conta que, recentemente, foi desafiado a organizar um grupo para tirar das ruas jovens que usa drogas nas imediações de sua Paróquia. Ele diz que suas expectativas com relação ao CDL 2 foram superadas positivamente, porque imaginava que seria um curso voltado somente para o crescimento pessoal. “Chegando aqui, desde o primeiro dia eu vi que, além do aspecto pessoal, esse nível do curso traz orientações para a condução de um grupo desde o início, porque também esclarece as etapas de evolução de um grupo”, avalia.   

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface