E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

A Igreja e sua transformação no acolhimento da juventude foram tema de reflexão do primeiro dia de CDL

Publicada em 08/08/2015

No primeiro dia do Curso de Dinâmica para Líderes (CDL) 2, na sexta-feira (7), os jovens articuladores e comunicadores foram convidados a fazer uma reflexão sobre o que os levou a optar pelo trabalho com a juventude em suas Arqui/Dioceses.

O pe. Jorge Boran, idealizador da proposta do CDL, iniciou as atividades com uma retrospectiva que apresentou dados sociais, políticos e econômicos da realidade brasileira e mundial, começando pela década de 60 até os dias atuais, para contextualizar os fatos que motivaram a caminhada da juventude na Igreja. Ressaltou a importância de conhecermos e valorizarmos nossa história. “Um grupo que não tem memória não tem identidade, não tem raízes”, salientou.

Com isso, Boran também ressaltou a importância do protagonismo dos jovens na igreja e na sociedade. “Não basta só trabalharmos dentro da igreja, temos que saber conectar a fé com a vida”, disse.

 

Busca por lideranças

Um dos objetivos do CDL é formar multiplicadores e estudar os temas centrais que as lideranças precisam dominar para evangelizar os jovens. Andrinara Gonçalves veio da Diocese de Uruguaiana, e percorreu cerca de 750 Km para participar da formação. Ela conta que veio até Porto Alegre motivada pela vontade de buscar mais “bagagem” para levar adiante essa vontade de ser um jovem líder na Igreja. “Nossa juventude precisa de lideranças e temos muitas lideranças ocultas que precisam despertar em si essa vontade de trabalhar pela juventude”, disse.

 

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface