E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Casa Fonte Colombo em Porto Alegre recebe visita de jovens missionários

Publicada em 24/07/2015

Cerca de 50 jovens missionários de diferentes dioceses gaúchas participam da Semana Missionária em Porto Alegre.

A atividade missionária teve sua abertura ao meio dia desta segunda-feira (20) e se estende até o dia 26 de julho. A Semana Missionária é promovida pelo Serviço de Evangelização da juventude do Regional Sul 3. Ela constitui-se numa proposta de evangelização inserida na realidade vivida pelas pessoas que vivem com Aids, população carcerária, moradores de rua e papeleiros da cidade de Porto Alegre.

Durante o dia de segunda e terça-feira (21), os jovens missionários que estão hospedados em casa de famílias participaram de um retiro. O jovem João Bóllico, da Diocese de Cruz Alta, contou que “nos dias de retiro os missionários estiveram revivendo sua fé, refletindo sobre realidades que a maioria não conhece ou simplesmente ignora. Os missionários conheceram uns aos outros e puderam compreender os princípios de missão como a tarefa da Igreja e continuação da missão de Cristo”.

Nesta quarta-feira (22), os missionários foram divididos em seis pequenos grupos. Cada grupo passou o dia numa das seis realidades. Até sexta-feira todos os grupos terão contato com a Casa Fonte Colombo (que trabalha com pessoas que vivem com HIV), o Presídio com acompanhamento da Pastoral Carcerária, na Vila dos Papeleiros, na Ilha dos Marinheiros, o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis, a Lomba do Pinheiro e a Obra Social Padre Pedro Leonardi, no bairro Restinga, que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, bem como famílias e moradores de rua.

Um dos grupos formado por 09 jovens passaram o dia na Casa Fonte Colombo localizada na Rua Hoffmann, 499 - Bairro Floresta. Durante a manhã a equipe do Frei Luiz Carlos Lunardi apresentou os serviços prestados aos usuários e chamou atenção para as estatísticas da epidemia da AIDS em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, no Brasil e no mundo.

Na parte da tarde em que na qual cerca de 30 pessoas que convivem com HIV foram atendidas por profissionais e voluntários, os jovens missionários acompanharam e interagiram com elas com disposição e alegria. Para Fernanda Brandt, jovem missionária da Diocese de Cachoeira do Sul, “somos nós que estamos recebendo aqui. Recebemos amor, carinho, abraço e acolhida que não tem nada neste mundo que pague”, contou.

Para Ivanis Oliveira da Rosa, 47 anos, que há 14 anos convive com o vírus HIV, a instituição acolhe a todos como família e oferece banho, comida, atendimento psicológico, momento de espiritualidade e bem estar. E sobre os missionários chamou a atenção para a realidade que vive no cotidiano: “É bom os jovens virem aqui para eles saberem o que a gente sofre e sente na pele o que é conviver com HIV”, destacou.

Já para Leo Ricardo Rodrigues Silveira, 50 anos, com 27 anos de convívio com HIV, “é bom que os jovens venham aqui, pois muitos têm uma ideia distorcida do que é conviver com HIV. Só porque hoje tem medicamentos há grande descuidado ao se proteger. Mas essa doença muda toda e até o final a vida da gente. Não é só controle por medicamentos. É muito dolorida a mudança que causa na vida da gente”, frisou.

De acordo com frei Luiz Carlos Lunardi, a Casa Fonte Colombo é um centro de convivência e acolhida das pessoas doentes com AIDS e seus familiares. “Proporcionamos amparo social, médico, pediatra, massoterapeuta, psicólogo, alimentação e um espaço de convivência. A ideia não assumir o papel do Sistema de Saúde do Estado, mas um serviço complementar às pessoas que estão fora do sistema. Muitas não têm nem alimentação e roupas. A casa dá esse suporte para que a pessoa tranquilamente possa fazer o tratamento. Ou seja, ter o mínimo de auxilio para conseguir receber o tratamento”, concluiu.

A Casa Fonte Colombo foi fundada no dia 30 de novembro de 1989 e já atendeu mais de 2000 mil famílias. Para ajudar a instituição com doação financeira, roupas e alimentos, entre em contato pelo telefones (51) 3346-6405 ou (51) 3395-5145. Ou pelo site: www.fontecolombo.org.br

 

Por Judinei Vanzeto

Assessor de Imprensa

Regional Sul 3 / CNBB

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface