E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

O povo que andava nas trevas viu uma grande luz

Publicada em 23/12/2016

A Palavra de Deus estabelece uma analogia entre trevas e luz para expressar o maior acontecimento de fé da história da humanidade. Deus visita seu povo, faz-se pequeno, nasce, torna-se natal. Mas, o que é mesmo o natal?

Ao lançarmos o olhar para as Sagradas Escrituras, sobretudo para a liturgia da missa da vigília da noite de Natal (24/12) nos deparamos com o relato angustiante de um jovem casal que se encontra quase que em estado de emigração forçada, pois deviam cumprir a ordem de recenseamento. Ela para dar à luz está longe dos seus, tendo apenas seu esposo por suporte. Ele em busca de um lugar para hospedar-se, mas, ninguém os acolhe.

A jovem família vinda de Nazaré encontra parada em um pobre estábulo em Belém, pois as hospedarias estavam cheias. Não quiseram acolher a pobre família de caminhantes! “Enquanto estavam lá, completaram-se os dias para o parto...” Sim, a criança nasce junto aos animais, envolto em alguns panos e deitado sobre a palha Ele veio a nós.

A gélida e escura noite de Belém é surpreendida por uma grande luz que rompe as trevas e devolve o sopro de vida aos que jaziam nas sombras da morte. Ó feliz noite em que o Sol nascente nos veio visitar; noite mais clara entre todas as que já existiram – “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós.” (Jo 1, 14). 

O clarão do Verbo nascido entre palhas resplandece entre os mais pobres, entre aqueles que nada têm, pois nada tendo, tudo podem possuir. Alguns simples pastores se deixam tocar pela Luz envolvente, e, seguindo pelos caminhos da luz, encontram Aquele que brilha entre os mais pequeninos. O Deus menino é acolhido pelos pobres!

Então, o que é mesmo o Natal? Natal é noite silenciosa, é humildade que nos constrange nos barulhentos jantares onde muitas vezes o pequeno Deus não encontra acolhida. Natal é Luz que rompe as trevas do egoísmo lançando-nos nos caminhos da solidariedade e do encontro com o outro. “Todas as vezes que o fizestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes.” (Mt 25, 40) Todas as fezes que iluminarmos a vida dos mais pequeninos será Natal!

 

 

 

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface