E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Curso de dinâmica para líderes foi realizado em Passo Fundo

Publicada em 26/05/2015

O Curso de dinâmica para líderes reuniu jovens das dioceses de Vacaria e Frederico Westphalen e da arquidiocese de Passo Fundo

Com o objetivo de formar líderes nas comunidades e incentivar a participação ativa dos jovens na sociedade, foi realizado no último final de semana, nos dias 22, 23 e 24 de maio, o Curso de Dinâmica para Líderes (CDL), na província Eclesiástica de Passo Fundo. Jovens de diferentes carismas participaram do encontro, que foi realizado na Casa de Retiros, em Passo Fundo. No total, foram 20 jovens cursistas, das dioceses de Frederico Westphalen e Vacaria e da arquidiocese de Passo Fundo, além de quatro assessores.

Irmã Zenilde Fontes, coordenadora do Serviço de Evangelização da Juventude do Rio Grande do Sul e os assessores padre Neimar Schuster, Marcele Wolf e Tatiana Ximenes conduziram o CDL. Com o objetivo de propiciar o auto conhecimento e o conhecimento das realidades inerentes aos jovens, os assessores conduziram o encontro, contando com a cooperação de cada participante.

Estudo, reflexão e dinâmicas foram realizados nos 3 dias de curso. Dinâmica de grupo foi um dos assuntos abordados no sábado, onde foram apresentadas regras básicas, como ouvir de verdade e falar, organizando as ideias a fim de melhorar a comunicação. Diversas atividades foram realizadas para exemplificar o que acontece nos grupos de jovens na comunidade, para que fosse possível analisar os tipos de comunicadores existentes. Outro assunto tratado foi a dignidade da pessoa humana, como um ser único e social. Nesse contexto, a reflexão maior deu-se em relação aos valores que cada um prioriza e aos princípios que defendem a vida.

No sábado à noite, os participantes celebraram com a comunidade da Catedral Metropolitana, e tiveram a oportunidade de viver o espírito de missão em grupo. Após a Missa, os jovens se reuniram com suas dioceses para um dos momentos mais fortes do encontro, que propiciou um maior conhecimento pessoal e comunitário, através da partilha da vida.

As atividades seguiram no domingo pela manhã, com reflexões profundas e de grande interesse. O encontro motivou a união dos diferentes grupos das dioceses, em busca de um ideal comum, que é Jesus Cristo. Diversos momentos foram destinados para a reflexão e autoconhecimento sobre “quem é Jesus” e “como Ele se manifesta em nossa comunidade”.

Alguns jovens que participaram do Curso de Dinâmicas para Líderes realizaram suas avaliações e destacaram o que o encontro significou. Kimberly de Lima Gonçalves, participante do Cursilho Jovem da diocese de Vacaria, declara: “Foi um tempo que tive para conhecer novas pessoas, mas acima de tudo me conhecer, saber que uma pessoa não muda o mundo sozinha, e com a ajuda de mais pessoas conseguimos fazer algumas pequenas coisas, que mais adiante terão um resultado muito gratificante e significativo. Os jovens da diocese são muito dispostos a ajudar, e tenho certeza que com um pouco de cada um chegaremos além do resultado esperado.” A jovem ainda deixa um recado: “Juventude cristã vamos em frente que há muito a ser realizado e temos capacidade de fazer um belo trabalho. Cristo conta conosco!”

Já Victória Holzbach, comunicadora do Setor Juventude da arquidiocese de Passo Fundo, afirma que “viver o CDL foi para mim encontro com Deus, especialmente na pessoa do outro. Durante os dois dias experimentei a oportunidade de me conhecer ainda mais, bem como conhecer melhor aqueles que caminham comigo na arquidiocese de Passo Fundo. Do encontro fica o desafio de anunciar Cristo salvador e libertador no dia a dia e em todos os espaços, reconhecendo o divino em cada pessoa”, concluiu.

O integrante da Pastoral da Juventude, do grupo Mensageiros da Paz, da diocese de Vacaria, Adrian Musso, ressalta: “Essa formação que tivemos no final de semana foi simplesmente incrível, os momentos de aprendizagem de uma forma bem dinâmica e participativa, permitiram que todos se sentissem à vontade para exporem suas idéias e opiniões. Uma parte que para mim marcou muito foi o momento em que nos reunimos com as pessoas de nossa diocese, pois ali criamos um laço de amizade e conhecemos um pouco mais sobre o outro. A partir disso, o que tenho a acrescentar na comunidade é o trabalho em equipe, conhecer os outros e focar nos pontos que convergimos. Afinal, somos todos cristãos!”, finalizou.

Paulo Fernando Marschner da Pastoral da Juventude, da diocese de Frederico Westphale também deixa seu depoimento: “Para mim o CDL que acompanha a dinâmica dos encontros de multiplicadores suscitou um compromisso com a vida do grupo de jovens, já que ele se apresenta como uma ferramenta norteadora e concreta para a formação de lideranças juvenis. Também é um importante encontro de partilha e sinergia dos jovens que participam. Ele ainda se apresenta como um local onde os jovens conseguem fazer uma leitura de si mesmos e compartilhamento de toda experiência acumulada com a juventude.”

Para Raphael Alves da Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Passo Fundo “O encontro foi surpreendente. As dinâmicas e técnicas utilizadas proporcionaram autoconhecimento, interação, espírito de busca ao novo. Ao outro, clareza na centralidade do ser cristão católica, aproximação ao diferente, agora unido, no projeto de vida de Jesus. Tudo isso, afirmando, emergindo e potencializando a liderança que sou. Promoveu espaços de diálogo, tolerância e desejo de vida comunitária (vida em grupo), valores essenciais e de urgente resgate, ignorados pela cultura atual: neoliberal e conservadora.” Além disso, “a esperança reabastecida de que juntos, mesmo na diferença, podemos cultivar o cuidado com a Vida, digna e plena, para todas as juventudes. Sem esquecer que o Papa Francisco está desejoso e militante rumo à Civilização do Amor!” ressalta Raphael.

Cristiane Piva, integrante da Juventude Missionária, da diocese de Vacaria realça: “O encontro renovou a minha fé e me mostrou caminhos diferentes pra trabalhar em grupo. Nos fez renovar compromisso com Jesus. E a partir de agora, eu pretendo continuar mais firme no grupo, com ações e encontros, trabalhos dentro da metodologia, com mais ações e tentando diminuir os sofrimentos de outras pessoas. Esse encontro ajudou muito e gostaria a que pudesse ser realizado mais vezes. Foi, até hoje, um dos melhores encontros que participei”.

Para a jovem Victoria Zambom do grupo Barco Jovem Jesus – PJ, da diocese de Frederico Westphalen diz: “Quando um grupo se inicia, existem várias palavras que não se expressam, que ficam guardadas, escondidas, disfarçadas. Todos chegam trazendo o que é seu, cada um com seu jeito, seu temperamento, sua história de vida, seu objetivo. Um grupo se forma quando todos encontram nele seu lugar, garantindo a cada um sua importância, seu significado”. Quanto ao encontro: “O CDL proporcionou essa experiência em grupo para mim, pude perceber qual realmente é a essência disso, da união, dos laços afetivos que criamos lá dentro, de expressar o que sentimos, pensamos. Possibilitou ampliar minha percepção sobre mim e sobre os outros. Rimos, choramos, fizemos novas amizades e particularmente, pude socializar, integrar e perceber a necessidade de assumir compromissos e pertencer a um grupo. Farei o possível para alcançar  o objetivo do CDL, multiplicar o que aprendi, mas principalmente, continuar  renovando minha fé em Deus e na juventude”, comenta.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface