E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Esperamos por um Novo Pentecostes

Publicada em 21/05/2015

Com a Solenidade de Pentecostes concluímos o ciclo pascal. Mais que um ponto de chegada é um posto de partida, porque enriquecidos pela presença do Espírito Santo os Apóstolos saem pelo mundo testemunhando a todos a Ressurreição de Jesus.

Esta experiência da Igreja nascente se repete na história nos momentos cruciais da vida do povo de Deus. Um desses momentos foi a celebração do Concilio Vaticano II, do qual estamos celebrando o jubileu de ouro, batizado por muitos como um Novo Pentecostes.

Assim, como a experiência de Pentecostes foi determinante para a vida e a missão da Igreja nascente, o Concilio Vaticano II foi determinante para a renovação da Igreja no início do século XX, no seu diálogo com o mundo moderno, marcado por grandes mudanças.

Exemplo claro disso são as primeiras palavras da Gaudium et Spes: “As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angustias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo”.

O Espírito Santo está sempre agindo no coração humano e, consequentemente, na história da humanidade e da Igreja. De modo muito sutil, quase imperceptível, é o principal protagonista do desenvolvimento humano e cristão.

Se observarmos a história sagrada percebemos que ele está continuamente presente. As primeiras palavras do Gênesis são indicativas: “No princípio, Deus criou o céu e a terra... e o Espírito de Deus pairava sobre as águas”.

A promessa de Jesus aos discípulos que seriam batizados pelo Espírito Santo se efetivou em Pentecostes: “Estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.Ficaram todos cheio do Espírito Santo e começaram a falar...” (At 2, 1-4).

É a partir desse momento que a Igreja começa sua missão desejada por Jesus Cristo: “Ide pelo mundo todo, proclamem o Evangelho a toda criatura”. A Igreja nasce missionária, enviada, em saída.

Nesse dia em que a Igreja descobre sua vocação missionária, a Igreja do Regional Sul III, realiza a coleta em favorda Igreja de Moçambique e da Amazônia. Deixemo-nos iluminar pelo Espírito Santo na realização desse gesto concreto de caridade cristã e peçamos-lhe que suscite missionários e missionárias dispostos a partir para a missão além-fronteiras.

 

 

         

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface