E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Continua vivo no povo que é seu

Publicada em 06/04/2015

  • Continua vivo no povo que é seu

Por que procurais entre os mortos aquele que está vivo? Não está aqui, ressuscitou! (Lc 24,5-6)

A Páscoa é a celebração do Cristo ressuscitado. A cruz torna-se sinal de esperança concreta aos desanimados e sinal de realização da vida plena em Deus. A páscoa é libertadora, desafia todos os modos destruidores da vida, e, exige-nos que desacomodemos e nos libertemos de todas as amarras que nos impendem de sermos humanos e cristãos.

Jesus viveu a sua páscoa. Ele subiu à Jerusalém, ali foi preso, condenado, crucificado e morto.  Tudo parecia estar acabado, os discípulos perdidos, confusos, com medo. Mas Cristo ressurge e provoca a transformação da história, através de seu testemunho (vida-morte-ressureição). Essa foi a Páscoa do Filho de Deus.

Também nós somos chamados diariamente a viver a nossa páscoa, são muitas as mortes que precisam ser vencidas em nós e na sociedade em que vivemos, mas não vencemos sozinhos, pois, Cristo é vida, se encontrar com ele, estar com ele gera vida em nós, não caminhamos mais sozinhos, Jesus Cristo caminha Conosco.

Anunciai a Boa Notícia para toda a humanidade, pois, o cristão ressuscitado tem a capacidade de recriar os valores da vida, por que luta por um caminho proposto pelo Cristo, no qual são dissipadas e aniquiladas todas as expressões de morte precoce da vida. Esse caminho é destinado especialmente aos pobres e marginalizados da nossa sociedade, é necessário que se rompa todas as barreiras que delimitam a vida.

A ressurreição de Jesus traz consigo a vida e tudo que nela implica, pois Deus quer a vida. Somos nós também convocados a defender a vida humana. A certeza que Jesus ressuscitou nos alimenta, nos da alegria e esperança, ao mesmo tempo nos convoca a participar da construção de uma sociedade mais humana, solidária, igualitária.

Nesse sentido, convido a todos a se por a serviço da vida para promovermos condições mais humanas, especialmente as nossas crianças e jovens. O lema da campanha da fraternidade acentua a necessidade de que abracemos essa causa em favor da vida “Eu vim para servir”(cf. Mc 10,45).A Páscoa de Jesus é sinal da vitória possível sobre a morte e todos os males.

 

 

 

 

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface