E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Setor Juventude da Arquidiocese de Pelotas, suas alegrias e desafios

Publicada em 30/03/2015

  • Setor Juventude da Arquidiocese de Pelotas, suas alegrias e desafios

Sábado, dia 28, o Setor da Juventude da Arquidiocese de Pelotas esteve reúne do com os representantes dos grupos de jovens das paróquias a fim de promover diálogo entre as diferentes expressões jovens da arquidiocese.

Neste encontro foi apresentado o Setor como se constitui atualmente, suas funções e aspirações. Também foi feita a memória do caminho percorrido nos últimos anos com ênfase ao projeto #EmMissão.

Os jovens dos diferentes grupos também puderam expressar suas angústias e esperanças em relação a evangelização da juventude à luz da Palavra se Deus proposta para este encontro: a pesca milagrosa no Mar de Tiberíades  em  Jo21,1-14.

Ao final do encontro foi proposto que, além dos representantes das expressões juvenis, um jovem de cada área pastoral pudesse se fazer presente para representar aqueles que não estão identificados em nenhuma delas mas que fazem parte da vida de nossas paróquias e CEB’s.

A avaliação do encontro será feita em reunião posterior a ser marcada. No entanto foi possível perceber que o desafio para construir a unidade e a Comunhão eclesial passa por momentos como este em que o diálogo e a partilha das vidas são praticados. São muitas as dificuldades, mas o Espírito que nos anima nos dá forcas para perseverar, como diz a Palavra de Deus que iluminou o encontro: “Em atenção a Palavra os discípulos lançaram as redes.” É a Palavra que motiva e faz comunhão.

Para os grupos juvenis também é a Palavra que deve ser o centro e motivação para o trabalho de evangelização. Já não estão mais sozinhos. Ao lançarem as redes em comunhão, pescam 153 peixes, o número representa o número de comunidades da época – o mundo conhecido. Quando lançam em comunhão, “encontram” com as demais comunidades.

Os grupos também, entram em comunhão com a orgânica da Arquidiocese. Assim retomamos com as redes cheias, temos o que comer. O próprio Jesus nos alimenta, ele nos espera com o banquete, levamos  nossos peixes, somos alimentados para missão.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface