E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Minha primeira impressão do Curso de Liderança Juvenil

Publicada em 27/03/2015

  • Minha primeira impressão do Curso de Liderança Juvenil

Segue depoimento da jovem que integra o CLJ da Paróquia São José, da Diocese de Cachoeira do Sul:

"O tão esperado sábado havia chegado. O sábado que eu iria pela minha primeira vez ao movimento o qual todos apreciam, o CLJ (Curso de Liderança Juvenil). A ansiedade pairava em mim, a insaciável vontade de conhecer pessoas que acreditam e promovem um mundo humanizado era o que me acompanhava naquela manhã.  Acredito que os lugares que ficam marcados em nossos corações são os que fazem nos sentirmos especiais.

Chegando lá, encontrei jovens, amigos de fé, aglomerados de sentimentos bons, explodindo alegria, felicidade, por todos os novatos que passavam. A reunião foi conduzida por duas meninas, que nos explicaram o que iríamos aprender ao longo do ano, nos perguntaram como foi nossa caminhada antes de chegar até o então momento. Quando foi minha vez, expliquei a elas que nunca havia tido uma caminhada. Como não fui batizada, em nenhum momento da minha vida frequentei missas ou fiz catequese. Mas, Deus sempre esteve presente. E é por esse e tantos outros motivos que decidi participar do CLJ para ficar ainda mais perto dele.

E a minha caminhada começou ali, no instante em que eu coloquei meus pés na Paróquia São José. Minhas ideias de como poderia ser o movimento foram surpreendentemente além do que eu esperava. Apesar de ter tido somente um dia do Pré-CLJ, já tenho uma noção do quão intenso e humano ele é. Ao contrário do que muitos acham, ele não é somente vinculado para pessoas fanáticas por religião.

Eu sempre fui uma pessoa que acreditei em Deus, tive fé, mas nunca me aprofundei nesse quesito. No entanto, não deixei de ir por este motivo. Pois, vim porque acredito na humanização do mundo e também para estar mais perto de Deus, o que é algo extraordinário. Junto com a reunião, tive surpresas preparadas com muito carinho pelo pessoal do PÓS-CLJ. Cartazes colocados na parede, ‘bem-vindos’, tudo feito com muito amor para receber os novos. Podem estar pensando naquela frase: ‘se melhorar, estraga.’ Pois não é que foi ao contrário? Além da reunião, dos cartazes e das surpresas, tive ainda um momento conhecido como Folk. Onde pessoas do PÓS-CLJ entretêm cantando lindas músicas e danças divertidas. E então, ficou a fim de vir? Então, venha! Não perca!"
 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface