E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Jovens do CLJ de Vacaria planejam ano do movimento em encontro

Publicada em 21/03/2015

  • Jovens do CLJ de Vacaria planejam ano do movimento em encontro

De sexta-feira (13), até o domingo (15), as 17 paróquias da Diocese que contam com o movimento enviaram representantes de seus Secretariados Paroquiais para o encontro que aconteceu no município sede da Diocese. Durante os três dias, jovens e tios realizaram atividades voltadas ao planejamento para o ano no movimento, trabalhos de liturgia, além de assistirem a palestras com assuntos pertinentes à liderança que devem desenvolver enquanto estiverem à frente do grupo. Para sinalizar possíveis situações em que poderão enfrentar durante o ano, os representantes das paróquias foram convidados a apresentar uma série de teatros com as soluções encontradas pelo grupo. De acordo com a presidente do Secretariado Diocesano, Patrícia Borghetti Alves, a reunião visa auxiliar a caminhada dos grupos durante todo o ano. “Precisamos reunir as equipes que organizam o CLJ em cada paróquia da Diocese. Assim os jovens podem conhecer as dificuldades que o movimento enfrenta nas diferentes cidades. É nosso dever orientar as coordenações, organizar e definir, junto com eles, estratégias de trabalho. Além de levar espiritualidade e motivação aos grupos”.

Para o diretor espiritual do CLJ de Vacaria, padre Leandro Rodrigues, os jovens dos Secretariados Paroquiais cumprem, como uma das principais funções, o papel de animar e promover o protagonismo jovem e, por isso, precisam de preparação. “O encontro é isso! Momento de parar e olhar para a caminhada do grupo. O que está acontecendo de bom, mas também dar atenção especial para as dificuldades encontradas, afim de melhor caminharmos enquanto grupo”.  Para o padre – que é o mais jovem da Diocese – o jovem deve ser protagonista da missão, lutar por uma causa justa e ser luz na realidade que, muitas vezes, é marcada pela indiferença. “O movimento do CLJ tem essa capacidade e faz a diferença em nossa Diocese, como todos os outros movimentos e grupos paroquiais. Com a força de Jesus Cristo, devemos buscar seguir cada vez mais e melhor seus passos e ser sementes de novos cristãos”, finalizou.

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface