E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Advento: tempo para reencontrar a paz que habita em nós

Publicada em 14/12/2016

“O advento é tempo de revisitar a paz que habita ou que desejamos que habite em nós. ”

O dicionário nos diz que Advento (do latim Adventus: "chegada", do verbo Advenire: "chegar a") é o primeiro tempo do Ano Litúrgico, o qual antecede o Natal. Para nós, os cristãos, é um tempo de preparação e alegria, de expectativa, onde os fiéis, esperando o Nascimento de Jesus Cristo, vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz. No calendário religioso este tempo corresponde às quatro semanas que antecedem o Natal.

Mas conseguimos sentir e viver realmente isso? Nesse período em que antecede o Natal. Num mundo em que vivemos dias que parecem ter se reduzido às horas? É possível vivermos o advento, preparar-nos para a “chegada do verbo” quando o acúmulo de compromissos preenche horários livres, adia o lazer, a vida espiritual e social, dando-nos a impressão de que o tempo passa cada vez mais rápido? Num momento em que não temos tempo para nós e para as pessoas?

A psicologia diz que nós somos nossas relações sociais, que nós acontecemos a partir delas. Se elas acabam comprometidas com o nosso estilo de vida, por consequência toda nossa vida está comprometida e isso afeta a nossa paz interior. Ora, se nossas relações estão comprometidas pela falta de tempo, porém, se o tempo é o mesmo de ontem, então o que está acontecendo? Como viver em paz se a falta de tempo compromete nossas relações e isso afeta e compromete todo o meu ser? Isso não gera ansiedade, culpa, angústia, estresse, infelicidade? Mas o meu projeto e o meu estilo de vida não deveriam ser justamente em busca da felicidade? Confuso não? Pois é, o advento é para isso: para se pensar, reavaliar, rever, revisitar, meditar, introspectar, preparar, reorganizar... reencontrar a nossa paz interior e a partir dela, com o coração abastecido, limpo e fortalecido, fazermos um encontro com o Menino Jesus e não com o Papai Noel no shopping, pois ele não é o Natal.

Tentando sintetizar então. Se tudo passa rápido demais, por consequência a vida também! Nesse sentido é importante então que no advento possamos fazer um encontro pessoal primeiro conosco mesmo, uma visita ao nosso eu interior. A partir daí fazermos algumas perguntas: Quem sou eu? Qual o sentido que estou dando para minha vida? Sócrates dedicou boa parte de sua existência a uma questão: “conheça-te a ti mesmo”. Nós nos conhecemos? Para conhecermos alguém é preciso que façamos um passeio pela sua intimidade, é preciso proximidade, é preciso tempo de escuta, respeito, doação, entrega... Então para conhecermos a nós mesmos não é diferente, é preciso tudo isso com relação à gente.

O advento é um convite de parada. Para encontrarmos a paz que habita em nós, quando estamos em meio a uma guerra que nos envolve, nos cerca, nos cega, nos emudece e nos consome. Enfim, advento é isso, tempo de limpeza interior, tempo de organização, tempo de fazermos faxina e arrumarmos não só a casa onde habitamos, mas sim, e principalmente, a casa onde Deus habita, afinal como diz São Paulo, nosso corpo é Templo do Espírito Santo. Pense nisso!

Um feliz e abençoado Natal, a partir de um advento com muita paz!

Shalom

 

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface