E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

O que é espiritualidade?

Publicada em 04/02/2015

  • O que é espiritualidade?

Muitas pessoas sentem e reclamam: “falta espiritualidade em nosso grupo!” Se falta à espiritualidade a tendência e o perigo é de se encher de atividade. O cumprimento de tarefas, participação em reuniões, visitas aos doentes em hospitais, organização de encontros e assembleias. Trabalha-se, evangeliza-se, mas a pessoa se sente vazia, desmotivada, cansada. Nas primeiras dificuldades na convivência, no relacionamento com os outros irmãos do grupo, desiste e deixa o trabalho no meio do caminho. Será porque faltou espiritualidade, pois a Igreja não é uma empresa de prestação de serviço.    

Mas, o que é mesmo espiritualidade? É o que anima a nossa ‘anima’, ou seja, a nossa alma. É o nosso entusiasmo, a nossa motivação maior, aquilo que sobra quando tudo acaba.

 No Antigo Testamento, a palavra para isso é ruah, que significa hálito. O respiro de sinal de vida. No Gênesis, o espírito da vida é o hálito. A respiração é o hálito de Deus, o sopro comunicado ao homem por insuflação divina (Gn 2,7). O espírito no Antigo Testamento é vento e sopro, é concebido como uma dinâmica, pela qual Deus realiza seus planos.

No Novo Testamento a palavra é PNEUMA. Muito semelhante ao sentido e ao uso da palavra ruah: é o movimento do ar, principalmente sopro ou vento. A novidade do Novo Testamento é o espírito que aparece como força de Deus, presente em Jesus Cristo e nos apóstolos. O Espírito é dado, antes de tudo, ao próprio Jesus no batismo. Nos escritos do evangelista João aparece como o Paráclito, o espírito de verdade que o mundo não conhece.

Dessa forma, espiritualidade é viver uma vida segundo o Espírito, uma vida no Espírito, ou seja, iluminado e conduzido pelo Espírito Santo. É dar uma resposta pessoal à presença de Deus, uma experiência interior, um encontro pessoal e profundo com o Pai misericordioso que conduz aos irmãos.

A vivência de uma espiritualidade provoca certo esquecimento de si, é generosidade, é desapego das coisas, é doação. Qualquer realidade, mesmo as realidades mais concretas e materiais, quando tocadas por Deus, ficam espirituais. Assim, alguém que dá comida a um faminto movido por Deus, faz um ato espiritual.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface