E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

POVO DE DEUS: DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS?

Publicada em 18/12/2014

  • POVO DE DEUS: DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS?

Duas perguntas que nos perseguem e inquietam, enquanto seres humanos, em nossas buscas constantes. Mas, para além de nossas questões existenciais, somos convidados/as a dialogar sobre nossas origens e nosso futuro, enquanto comunidade de fé, resignificando nossa identidade e missão no hoje da história.

De onde viemos?

Tudo tem uma história, um começo... Nossas origens, como povo de Deus, encontram-se nas páginas da Bíblia. Uma história vivida, celebrada, contada oralmente de geração em geração, registrada por escrito e atualizada em diferentes momentos da caminhada do povo de Israel ou das comunidades cristãs. Os fatos e acontecimentos experimentados são interpretados à luz da fé, como história sagrada de Deus com seu povo. Uma experiência de frustrações, sonhos eesperanças, de tristezas e alegrias, de infidelidade, de vida e fé.

O acontecimento do êxodo, ou seja, da libertação do povo da escravidão do Egito é a experiência fundante do povo de Deus. Deus revela seu rosto e seu coração cheio de compaixão pelo oprimido: “Vi a aflição do meu povo... ouvi seu clamor... desci para libertá-lo... e para fazê-lo subir para uma terra onde corre leite e mel...” (Ex 3,7-8). O povo torna-se, aos poucos, “povo de Deus”. Primeiro, porque acredita no Deus da Vida. Mas também porque escolhe este Deus da Vida como guia de sua caminhada em busca de libertação. Esta escolha mútua tinha consequências muito concretas para os relacionamentos humanos e organização justa e fraterna da sociedade.

Geralmente consideramos esse povo eleito de Deus como sendo o povo de Israel. Mas não podemos esquecer que foram muitos os povos e etnias, os clãs e as tribos, as comunidades, vivendo às margens dos impérios e muitas vezes dominados por eles, que na sua diversidade étnica e cultural durante muitas gerações acreditaram na presença de Deus em sua vida.

A caminhada do povode Deus, ao longo de séculos, é caracterizada pela busca de mais vida e liberdade, principalmente nos períodos de escravidão, de exílio e de submissão ao legalismo,inclusive religioso. E é nesse momento que acontece o êxodo de Jesus Cristo que vem trazer a única lei do AMOR.

Enfim, é uma história animada, conduzida e movida pelo Espírito do Deus. Por isso é uma história grávida de esperança. Deus convida a sermos seu Povo: “Eu serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo” (Jr 7,23)!A comunidade dos/as discípulos/as de Jesus se faz novo Povo de Deus.

Para onde vamos?

O caminho continua. Também somos povo de Deus hoje. Não mais como no tempo em que os escritos dos textos da Bíblia foram concluídos, nos primeiros séculos de nossa era. Hoje, no século XXI, vivemos numa outra época. Muitas coisas mudaram. Mas continua a pergunta e a procura por Deus e pelo sentido da vida e da história. Continuamos buscando vida e libertação, em meio a tantas situações de escravidão e mecanismos de morte, de opressão e exploração, hoje.

A expressão “Povo de Deus”, um dos termos usados pelo Concílio Vaticano II para definir a Igreja, une a história bíblica com a história atual. Significa, antes de tudo, que Deus não pertence propriamente a algum povo, porque Ele convida todos a fazerem parte de seu povo. Pelo batismo nos tornamos parte deste povo, através da fé em Jesus Cristo. Nesta nova família, a fé nos faz irmãos, povo de Deus Pai/Mãe.  

A alegria de fazer parte do Povo de Deus nos compromete a ser “fermento” de Deus na humanidade, dando testemunho do amor de Deus por todos os irmãos que encontramos, todos os dias. Papa Francisco lembra a importância de nossa missão: “Para fazer o outro sentir-se acolhido, amado, perdoado, encorajado, a Igreja deve estar com as portas abertas, para que todos possam entrar. E nós, devemos sair destas portas e anunciar o Evangelho”.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface