E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Jovens Protagonistas: seis dioceses discutem futuro da caminhada de evangelização

Publicada em 08/09/2014

Durante toda a semana que passou jovens de seis dioceses estiveram reunidos para refletir sobre a Memória do Processo de Evangelização em âmbito de Brasil, encaminhamentos do Projeto 300 anos da juventude com a Mãe Aparecida e as discussões das dioceses referentes ao projeto Nacional. O encontro aconteceu em Cachoeira do Sul, Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Uruguaiana, Santo Ângelo e Cruz Alta e reuniu assessores, comunicadores e articuladores.


 
Dienifer Fagundes -  Diocese Cachoeira Do Sul

Ser jovem protagonista na igreja não é muito fácil, mas sem duvidas é bom. Pois tenho que buscar coisas novas, estudar e ler sobre como é a juventude missionária, de como chamar novos jovens e um dos meios mais usados é conhecer a realidade deles. Varias vezes por eu estar nessa linda e abençoada caminhada, muitas pessoas querem saber de como é, querem que eu explique... e isso sem dúvidas me deixa muito feliz porque já é um modo de estar passando a palavra de Deus para o próximo. E nessa caminhada me sinto abençoada por Ele, me sinto mais firme, encontro Paz e a fé, essa é maior que tudo. E ter jovens na igreja é ótimo, pois parece que ela ganha um novo olhar, com mais animação e, principalmente, com trocas de conhecimentos entre a juventude e demais pessoas que estão nessa caminhada há mais tempo. E os dias que bate a canseira com compromissos de faculdade, catequese, família, juventude... olho para traz e vejo toda a caminhada que já fiz, caminhos que percorri, me sinto tão feliz e abençoada, porque é uma canseira boa e abençoada por aquele que sempre me deu forças quando eu precisei. Esse é o nosso bom e amado Deus.

 

Bernardo Brum – Articulador  Diocese de Santa Cruz  Do Sul

Nós jovens temos inseguranças, dúvidas e até medo do que nos espera. Mas quando alimentamos nossa fé, na convivência com um grupo, que na diferença nos unimos e cremos no Cristo Ressuscitado, que nos dá apoio, mostra o caminho do bem e a melhor estrada a seguir, porém esta fé cristã não vem do nada é preciso que  você jovem, já integrado e ciente de sua fé, transmita esta fé e esse caminho correto e seguro aos outros que precisam além de sua companhia a companhia de Deus.

 

Giulia Stringuini – Comunicadora Diocese Cachoeira Do Sul

Acredito que a juventude se torna protagonista de sua própria história no momento em que toma sua Cruz e busca o Reino de Deus e a sua justiça. E quão importante quando se pode contar com o apoio de pessoas como a Irmã Zenilde. Sua postura passa confiança aos jovens, pois ela não se coloca acima, nem abaixo, mas ao lado da juventude. E penso que se somos protagonistas é porque existem lideranças como ela, que ouve, que acolhe e que além de mostrar o caminho também se faz presente em diversos momentos da caminhada. Deus abençoe!

 

Jhefe Ortiz – Articuldor Diocese De Uruguaiana

A nossa expectativa tá grande, e esperamos que com todas as atividades que vão ser realizadas, toque o coração de outros jovens e de toda a sociedade em relação à juventude! Que todos vejam como a juventude merece valor e é tão importante. Que fizemos a diferença em vários pontos da sociedade. E que se não fosse por toda essa linda juventude, muita coisa não se realizaria!

 

Wagner Azevedo – diocese Santa Maria

O Setor Juventude de Santa Maria recebe os projetos como um grande desafio, porém sabendo que o estado de Missão é permanente e motivado pelo o Projeto de Jesus Cristo na participação ativa dos jovens nas comunidades, paróquias e dioceses, a comunhão do Povo de Deus traz força na caminhada.


Jean Wagner – diocese de Cruz Alta

O ano de 2013 superou as expectativas da Diocese de Cruz Alta e marcou o início do protagonismo juvenil em suas comunidades. Neste espírito, no dia 06 de setembro de 2014, reuniram-se representantes jovens do Movimento de Cursilhos de Cristandade, da Renovação Carismática Católica e da Pastoral da Juventude, juntamente com o Setor de Serviço do Eai?Tchê, a fim de estabelecer vínculos e pensar em uma solução para os novos anseios da diocese. Com o fortalecimento dos movimentos e pastorais e a participação da juventude no processo de construção desta igreja jovem, surge a necessidade de adequação à realidade e de um novo modelo de organização. Assim ficou definido a criação do Setor da Juventude e a participação efetiva no projeto de comemoração dos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida.

 

Odacir Czekalski - Comunicador Diocese Santo Ângelo

A juventude quando está reunida no grupo de jovens, na igreja, na praça, na festa, assim mostrando de que se pode servir a Cristo sendo jovem do mesmo jeito, participando de lugares diferentes, não deixando de ser um jovem cristão, motivando novos jovens a participar, vendo por esse ponto de vista. Desta maneira a Igreja pode ser bem mais unida do que nunca.

 

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface