E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

O #Leigo e a Evangelização nas Mídias Sociais

Publicada em 25/08/2014

  • O #Leigo e a Evangelização nas Mídias Sociais

Para que a nossa vida seja de testemunho, devemos mostrar que, como Católicos, temos uma vida comum e que podemos ir em festas, baladas, sair com os amigos e nos divertir, compartilhando essas vivências nas redes sociais.

A comunicação tem caráter pessoal pois, quem comunica, quer dizer algo, expressa uma ação. E, na vivência da fé, não podemos ser diferentes. Temos a missão de comunicar o que cremos. Somos Católicos Apostólicos Romanos, e quando utilizamos, tanto as ferramentas digitais, quanto a nossa vida, queremos anunciar primeiramente a boa nova do Evangelho. Bom, então, partindo deste pressuposto, pergunto: Como estamos nos comunicando nas nossas redes sociais? Como estamos nos portando?

A Igreja vem nos alertando para sermos, cada vez mais, multiplicadores da cultura do encontro. Levar o Evangelho a todos os povos e nações. Essa tarefa é dada a todos os batizados. A Igreja pede, ainda, que a nossa vida seja um testemunho vivo. Podemos ver isso com clareza nas falas no Papa Francisco. Porém, essa cultura também foi difundida pelos seus antecessores: o Papa Bento XVI criou a primeira conta de um Sumo Pontífice em uma rede social, estendendo seu pontificado para essa realidade. Mas devo ser católico somente no meu grupo de jovens, na minha pastoral e no meu movimento? Não. Nós somos chamados a levar o Evangelho a todos. Somos chamados a sair do Templo e colocar esta cultura na nossa vida. Levar a palavra para nossa família, para nossos colegas de escola, faculdade ou serviço, enfim para todos. Então volto a pergunta inicial: Como estamos agindo nas nossas redes sociais?

As contas no Facebook e no Twitter são extensões da nossa vida em sociedade. Se nós buscamos agir de uma forma coerente, não podemos ser diferentes nas redes sociais. Então, como leigos podemos buscar as mais diversas formas originais possíveis para utilizar essas ferramentas com a finalidade da evangelização.

A utilização dessas ferramentas deve ser moderada e sempre ponderada. Quando postar algo devo me perguntar: Isso que vou postar agora acrescenta e edifica a vida dos meus amigos? Essa postagem condiz com o meu chamado à busca da santidade? 

Isso não quer dizer que seremos jovens que só postam “coisas de Igreja” nas redes sociais. Para que a nossa vida seja de testemunho, devemos mostrar que, como Católicos, temos uma vida comum e que podemos ir em festas, baladas, sair com os amigos e nos divertir, compartilhando essas vivências nas redes sociais. Temos o dever de viver cada fase de nossas vidas levando o Evangelho nas atitudes mais simples.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface