E aí tchê
Em missão pela vida
FacebookTwitterInstagramYouTube

Emaús da Diocese de Santo Ângelo inicia ano do 35º aniversário

Publicada em 25/02/2014

O ano de 2014 será de louvor e graças ao Senhor pela comemoração dos 35 anos de evangelização da juventude realizados pelo Movimento de Emaús na diocese de Santo Ângelo. Atualmente, são quatro cursos anuais, dois femininos e dois masculinos, voltados para jovens a partir dos 18 anos. Em maio, acontecerão o 109º e o 110º curso de Emaús, que são retiros de 4 dias que contemplam em torno de 100 jovens cada edição.

A programação do aniversário prevê a criação de um símbolo que vai marcar as bodas, celebrações festivas em cada subsecretariado (grupos de jovens de Emaús) e encerramento em ação de graças com show nacional e missa diocesana dos 35 anos em frente à Catedral Angelopolitana.

Além disso, este ano será especial também aos jovens responsáveis pelas animações e canções nos grupos, pois acontecerá o encontro regional e nacional dos cantores de Emaús: o ERECE, em 12 e 13 de abril, em Porto Alegre, e o ENACE, .de 24 a 27 de julho na Diocese de Caxias do Sul.

Em virtude dessas atividades, o Secretariado de Emaús se reuniu domingo, dia 23, no Seminário Sagrada Família. O casal presidente, Claubert e Patrícia Kochhann trouxeram ao grupo o tema do plano diocesano de pastoral 2014, para sintonizar as atividades do movimento com as da diocese. O tema “Iniciação à Vida Cristã”, escolhido pela diocese, tem ligação com o processo de evangelização juvenil que acontece especialmente nos cursos de Emaús, quando os jovens realizam uma experiência fundante de Cristo e de Igreja, explica o seminarista Giani Pitol. Patrícia lembrou ainda a assembleia diocesana de pastoral, quando os movimentos foram citados como exemplo de iniciação à vida cristã e que servem como auxílio à catequese. Além dos cursos, existem espaços de formação durante o ano em que o tema será abordado com estudos sobre a Bíblia e a Missa por exemplo.

No encontro foi definida a agenda do ano, o setor financeiro deu dicas aos coordenadores sobre transparência e organização dos recursos, foi aberto o período para a elaboração do símbolo dos 35 anos pelos grupos de jovens e o grupo Rosa de Saron foi escolhido como banda para o show de encerramento.

O dia teve ainda a partilha das atividades dos grupos, tanto os aspectos positivos quanto os negativos foram lembrados pelos coordenadores, e foi concluído com uma celebração presidida pelo padre Rogério Rigo.

E aí tchê

Subsídios

© 2017 - E aí tchê Site produzido pela Netface